29 de jan de 2016

Sobre Lady Gaga, Pop e Jazz

Quem nunca dançou ao som da maravilhosa Lady Gaga? A intérprete de grandes sucessos como Bad Romance, Born This Way e Applause, a Mulher do Ano de 2015 e a nova atriz principal de American Horror Story está no auge de sua carreira sem ao menos estar divulgando algum CD no momento. A apresentação no Oscar 2014 e a indicação da música Til It Happens To You como Melhor Canção esse ano são algumas das provas disso.
Seu último album solo, ARTPOP, foi considerado um fracasso comparado aos seus anteriores, apesar de ser bastante rentável. Totalmente abandonada pelos produtores, Gaga teve que pagar com seu próprio dinheiro toda a produção de um dos dois clipes que o CD teve, dentre outros clipes que foram cancelados já praticamente prontos.
Um desses clipes é comentado até hoje. Do What You Want foi cancelado por haver cenas de estupro e a presença de R. Kelly, um cantor acusado de pedofilia. Muitos dos "Little Monsters", como são chamados os fãs da Lady Gaga, defendem que esse clipe tiraria o ARTPOP do "flop", uma gíria para fracasso que permitiu que se fizessem piadas com o nome do álbum, como ARTFLOP.
Convidada a fazer um álbum em dupla com um dos maiores cantores de Jazz da história, Tony Bennett, a Gaga se tornou Lady. Visuais sóbrios, sem mais aquela loucura de antigamente, de vestidos de carne e chapéus de camisinha (Visual nem tão polêmico ou comentado, mas que merece ser destacado pela estranheza). Cheek To Cheek, um álbum com covers das músicas de Jazz mais icônicas. O sucesso estava de volta.
Agora atuando na nova temporada de American Horror Story, Gaga recebeu um Globo de Ouro de melhor atriz e está concorrendo ao Oscar com a música Til It Happens To You. A música faz parte de um documentário sobre estupro nas faculdades americanas. Lembra do clipe cancelado com R. Kelly citado anteriormente?
Já haviam cenas soltas do clipe pela internet afora há muito tempo, mas essa semana foram lançadas imagens do clipe, em cenas que nunca tinham sido reveladas. Esses vazamentos podem ser uma ameaça de boicote à Lady Gaga, pela contradição das duas músicas. Uma polêmica dessas pode ser o fim da carreira de uma diva que já se dizia desgastada pelo julgamento da mídia desde os primórdios de sua carreira, com o EP The Fame Monster (O Monstro da Fama). Bem, vamos torcer para que essa grande cantora continue cantando, no ritmo musical que for, abrangindo todas as formas de arte. Precisamos de mais cantoras como Lady Gaga

Nenhum comentário:

Postar um comentário