21 de jan de 2016

7 episódios assustadores de Supernatural

É isso aí meu povo! Hoje estreia (ou estreou, já que não sei que horas passa nos Estados Unidos) a segunda metade da décima primeira temporada de Supernatural!
Se você, querido leitor, ainda é um jovenzinho, como eu, e morria de medo quando via Supernatural na SBT (Sobrenatural), e quase fazia xixi nas calças porque você achava essa série terror puro (e admito que até hoje eu não consigo ver o episódio do palhaços psicopatas), e hoje se acha muito estúpido um dia ter tido medo de SPN porque você se tornou um fã, só tenho dizer uma coisa a você: bem-vindo ao clube!
Sim, eu sou fã de Supernatural, com muito orgulho, e por muito tempo ela vinha sendo minha série favorita, até que surgiu The Walking Dead e com muito custo a série dos irmãos Winchesters caíram para segundo lugar no meu coração (os irmãos continuam em primeiro, só a série que foi para segundo, ok?)
Infelizmente eu ainda não cheguei a 11ª temporada, tendo em vista que atrasei minhas séries, fazendo com que eu ainda esteja na metade da 10ª temporada.
Por esse motivo, meu assunto não tem nada a ver com a estreia de hoje, mas sim com todas as temporadas de SPN, pelo menos as que eu vi. Hoje irei listar os sete episódios que mais aterrorizaram minha infância nessa série maravilhosa (não importa se ela não tem o melhor roteiro ou qualquer coisa do gênero, é maravilhosa e ponto final!).
Então vamos lá:

7º lugar: 3x02 The Kids Are Alright (Tudo bem com as crianças)
Diferentemente do título do episódio, não estava nada bem com as crianças. Esse foi um episodio sinistro, mas ao mesmo tempo muito bom, porque teve momentos extremamente assustadores com Chagelings – criaturas bem feias que sequestravam as crianças e assumiam os lugares delas para poderem se alimentar das mães –, teve o surgimento de dois personagens muito importantes em temporadas futuras (ou talvez não tão importantes assim, já que não sinto nenhuma falta deles ) e os momentos hilários de Dean com um garotinho (que eu chamo carinhosamente de “mini Dean”).

6º lugar: 1x12 Faith (Fé)
Quem acompanha Supernatural há um bom tempo sabe que a primeira temporada é a mais assustadora. Não sei se isso se deve ao fato de ser o começo, onde tudo me assustava, ou se realmente as histórias eram muito assustadoras, mas uma coisa é inegável: ninguém poderá dizer que season one foi ruim, nem mesmo os haters.
Esse episódio é cheio de tensão, mais do que o normal, pois o caso envolve um dos Winchesters. Dean acaba se envolvendo em um acidente, onde é eletrocutado, o que acaba atingindo o seu coração e por causa disso não tem muito tempo de vida. Sam, obviamente desesperado, vai procurar ajuda e acaba encontrando um lugar onde dizem que o pastor, ou padre, sei lá, tinha poderes de cura. Dean acaba sendo escolhido pelo “curandeiro” (sendo que esse processo de escolha era bem seletivo) e milagrosamente ele fica bom. Mas claro que nada é tão simples na vida desses irmãos. Acontece que esse negócio de milagre não tinha nada a ver, mais sim isso girava em volta de feitiçaria pura.

5º lugar: 1x01 Pilot (Piloto)
Que atire a primeira pedra quem nunca sentiu aquele friozinho na barriga com o primeiro episódio de Supernatural. Seja por ansiedade pelo o que estava por vim, ou pelo medo que lhe afligiu (como aconteceu no meu caso) com a introdução da primeira lenda.
Mas antes disso temos os primeiros minutos da série contando a história dos irmãos caçadores: a morte da mãe dos garotos, o demônio dos olhos amarelos...
Também ficamos a par da situação ruim da família, onde o pai o filho mais novo estão brigados. O problema é que John (o chefe da família) desaparece, e Dean resolve ir atrás do irmão, para resolverem as pistas que o pai deixou para eles, que nada mais são do que casos sobrenaturais, que desde crianças os irmãos aprenderam a lidar.
E aí que entra o meu primeiro infarto.
Seguindo as dicas de seu pai (que nada mais eram do que coordenadas) eles encontram uma cidade, onde existe uma lenda de uma entidade que pede carona. Eles descobrem que a entidade se trata de uma mulher que acidentalmente matou os filhos afogado, e logo após isso se matou.
Mais o ápice do episódio não tem nada a ver com o caso, mas sim com a morte da namorada de Sam, que foi igual a da mãe dele. É um momento bem tenso, e triste pra caramba, já que não tem como não comparar as tragédias. E é a partir desse momento que Sam entra definitivamente para o mundo de caçador, tudo para se vingar do demônio que matou as duas mulheres mais importantes de sua vida.

4º lugar: 3x12 Jus in Bello (Terror na delegacia)
O que falar desse episódio que me deixou desconfiada de toda a criança que eu via?
Dean e Sam foram enganados por Bela (interpretada por uma das minhas crushs, Lauren Cohan) e acabam sendo retidos em uma pequena delegacia, por um cara que já tinha tentado os prender antes, chamado Henrikson.
Só que como os irmãos nasceram com um azar do cão, o cara que os prendeu, que finalmente tinha acreditado nessa história do mundo sobrenatural, é possuído, dando um tiro no ombro de Dean e o demônio acaba fugindo antes que Sam conseguisse exorciza-lo. Os policiais morrem, restando apenas alguns poucos na delegacia (um policial local, Henrikson e uma secretária da delegacia, além dos irmãos Winchesters, claro).
Só que como toda desgraça é pouca, o demônio pede reforços, e Sam e Dean começam a proteger a delegacia colocando sal grosso, desenhos e usando armamento para lidar com aquele tipo de criatura.
Depois de alguns acontecimentos, acaba que eles exorcizam demônio por demônio, mas um consegue fugir, avisando para uma criatura mais poderosa sobre os irmãos Winchesters.
Depois de Sam e Dean irem embora, uma garotinha aparece na delegacia, procurando pelos dois, e ela nada mais é que Lilith, um demônio muito poderoso. Mas como ela não acha quem procurava, explode todo o lugar, matando os três que ajudaram os irmãos.

3º lugar: 3x16 No Rest For The Wicked (Enfrentando o capeta)
Sinceramente, esse foi um dos episódios que eu mais chorei na história dessa série. Temos as últimas horas de vida do Dean, e ele, juntamente com seu irmão e Bobby, tentem encontra Lilith, que contém o pacto que Dean fez para salvar o irmão.
Mas eles não conseguem e Dean é levado pelos cães do inferno, tendo seu irmão testemunha da morte horrorosa que teve.
Ao fim do episódio vemos Dean preso por ganchos de correntes no inferno, gritando por ajuda.

2º lugar: 1x03 Dead in the Water (A morte na água)
Eu realmente tive pesadelos com esse episódio, pois a assombração me lembrava a guria de “O chamado”, e eu sempre tive muito medo desse filme.
A situação é a seguinte: uma jovem morre afogada em um lago, todavia seu corpo não é encontrado, e o estranho é que a garota que morreu era uma excelente nadadora.
Algum tempo depois, o irmão dessa garota também morre, mas ao tentar desentupir uma pia (WTF???). Sam e Dean tentam falar com o pai das vítimas, mas ele estava desolado, se atirando no lago e desaparecendo logo em seguida, como sua filha.
Os Winchesters se disfarçam, como sempre, e conhecem o neto do xerife local, um menino acanhado, que testemunhou a morte do pai (o que morreu desentupindo a pia). Esse menino é de extrema importância nesse episódio, pois ele faz um desenho que leva os irmãos até a casa de uma mulher, cujo filho havia desaparecido há algum tempo.
Tempo alguns momentos bem tensos, como quando a mãe do garotinho quase morre afogada na banheira, mas é salva por Dean.
O garotinho faz outro desenho, que culmina no desvendamento do mistério todo.
Todavia antes que eles pudessem acabar com o caso, o neto do xerife é puxado por uma entidade (que um pouco antes descobrimos se tratar do espírito de um garoto que havia morrido afogado por causa do xerife e do pai dos irmãos que morreram no começo do episódio). Os irmãos tentam salvar o garoto, pulando no lago, mas não o encontram. O xerife, vendo que tinha que se sacrificar para salvar o neto, entra no lago, pedindo para poupar a vida do neto. A entidade faz o que ele pede e o mata afogado, conseguindo sua vingança, sumindo no logo. Dean consegue achar o garoto, e temos um final não tão feliz assim.

1º lugar: 2x02 Everybody Loves a Clown (Todo mundo um palhaço)
Esse, sem dúvidas, foi o episódio mais assustador de Supernatural. Eu fiquei dias sem dormir por conta dos malditos palhaços.
Não sou muito fã dessas criaturas de narizes vermelhos, perucas espalhafatosas e sorrisos permanentes, e esse episódio só aumentou minha antipatia por palhaços.
O episódio se passa logo após os Winchesters cremarem o corpo do pai. Eles acabam encontrando um bar de caçadores, onde temos a introdução de duas personagens que eu amava muito. Lá eles tentam descobrir mais sobre o demônio de olhos amarelos, o que acaba os levando para um novo caso, onde pessoas, que recentemente visitaram um circo, haviam sido assassinadas.
Eles descobrem que uma espécie de espíritos malignos se disfarça de palhaços (não me peçam para lembrar o nome, pois não faço a menor ideia). Os espíritos chamavam a atenção das crianças, do lado de fora de suas casas, de modo que elas o convidassem para entrar. Depois os espíritos matavam os pais das crianças.
O legal desse episódio é fato do medo, ou fobia no caso, do Sam com palhaços, que é totalmente compreensível, mas muito engraçado. Fora que tem a cena de Dean estraçalhando seu bebê (Impala), para descontar a frustração da morte do pai, já que no começo do episódio eles resolvem não comentar sobre o assunto.


Gente é só isso por hoje. Eu iria postar sobre o novo episódio de Shadowhunters, mas como Supernatural estreia hoje, tive que mudar meus planos.


Espero que tenham gostado da lista, e se ainda não viram SPN, não perca tempo, vá assistir! Garanto que não vão se arrepender. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário