29 de jan de 2016

O Servo do Diabo - Parte 1 de 4

               O Servo do Diabo

            Uma mini-série original da Caverna

Sinopse: Em uma cidade sem lei, povos que até então eram livres, acabam em mãos de homens ricos, porém, maus. E nesse cenário trágico, um escravo busca fazer a diferença e acabar com o reinado dos homens maus.

NÃO SE ESQUEÇA DE CLICAR EM ''LEIA MAIS''

Parte 1 - Os Malínis

(Julho de 2016)
Em uma terra sem lei, sem nome, sem piedade, um povo permanecia firme e forte lutando para um dia aquela terra ser boa, sem crimes, sem dor, sem sofrimento. Mas esse dia estava muito distante. O povo que dominava aquela terra eram os famosos Malínis, um povo bom, que viviam sobre a justiça e lutavam para sobreviver dia após dia. Dentre os Malínis, havia um homem especial, filho do comandante e sua esposa, o casal que comandava aquele povo.
- Jen?
- Que foi mãe?
- Venha aqui, seu pai o aguarda
O garoto correu para a tenda de seus pais e encontrou seu pai segurando um bracelete prateado brilhante e bem importante.
- Você está quase chegando lá filho, mas antes eu tenho uma tarefa para você!
- E qual é essa tarefa, meu pai?
- É a mais difícil do treinamento, eu, meu pai e o pai dele demoramos dois dias para completa-la
- Diga-me
- Eu espalhei pela floresta 5 objetos misteriosos e você tem apenas 3 dias para achar todos
- Mas essa tarefa é impossível
- Se você conseguiu chegar até aqui, com certeza conseguirá agora...
- Se o senhor diz, então estou pronto!
- É isso que quero ouvir, agora vá! Complete sua missão e seja o novo comandante do povo
O jovem disse ''sim'' com a cabeça e correu para floresta com seu bastão cheio de pregos.
- Jen!
- Miry?! O que foi?
- Está indo aonde?
- Em uma missão
- Ahhh, posso ir?
- Não dá, tenho que fazer sozinho!
- Eu só ficarei olhando...
- Bom, nesse caso então sim, mas não toque em nada, muito menos me ajude
- Ta bom
Os dois jovens correram para a floresta a frente, um desafio enorme estava a espera do garoto prodígio e ele não poderia falhar.
Jen e Miry caminhavam pela floresta, o dia estava virando noite e os insetos começaram a inferniza-los, Jen pegou seu bastão e começou a golpear os insetos levemente grandes que os atacaram
- Corre! Corre! - ele disse
Os dois correram pela floresta sendo seguidos pelos enormes insetos voadores e terrestres. Jen empurrava Miry para ela ir mais rápido, ele em seguida correu pra frente duma arvore e esperou os bichos se aproximarem, quando se aproximaram ele deu uma única paulada derrubando-os, quando caíram ele finalizou com um golpe no crânio do monstro.
- Pare! - ele disse
- Ufa - ela respirou rápido - não aguentava mais correr
- Estamos seguros agora... vamos continuar
- Tudo bem
Os dois caminharam pela floresta enquanto o sol se põe. Eles andaram até uma pequena cachoeira não muito longe dali.
- Olhe, lindo, não?
- Sim - ele respondeu
- Eu ás vezes olho para o por do Sol assim, as vezes para as estrelas e fico pensando se há alguma vida lá
- Acho que não, não sei...
- Vamos continuar, depois conversamos sobre isso
- Espera! - ele alertou
- O que foi?
- Shiiu, quieta!
Jen parou e apenas escutou os sons da floresta, mas desta vez não eram sons de pássaros no céu, eram  sons diferentes, perturbadores, muito fortes. Os jovens engatinharam agachados pela floresta e olhavam tudo ao redor, nada, nada além dos pássaros fugindo de algo.
- Ali! - ele disse apontando a frente do mato aonde eles estavam agachados
- J-Jen, estou com medo
- Eu sei, eu sei, eu também!
- O que é aquilo?
- Não faço ideia, mas devemos fujir daqui!, VAMOS!
Os dois jovens correram para longe dali, onde uma enorme coisa se aproximava do local, uma não, várias delas com homens armados e enormes escavadeiras atrás.

Continua

Nenhum comentário:

Postar um comentário