7 de mar de 2016

Lucifer: O capeta tirou férias e virou detetive

Antes que vocês pensei qualquer coisa, isto não é apologia ao satanismo e embora eu fale muito delas por aqui, também não é apologia ao ato de assistir séries ruins, até porque a que está em cheque hoje é medianamente boa, em fim, vamos ao plot da série (sim, tem spoilers aqui).

"No princípio, o anjo lúcifer foi expulso de céu e condenado a governar o inferno eternamente, até que ele decidiu tirar férias"

Então é isso, capiroto-san cansou do inferno e veio tirar férias na terra, pra ser mais exato em Los Angeles e devo admitir que no começo a série parecia bem mais interessante, não sei vocês, mas eu fiquei um tanto curioso pra saber o que o vermelhinho faria em suas férias, porém a resposta foi um tanto entediante na minha opinião, pois ela remete a um clichê que vem acontecendo em várias séries, que é o seguinte, garota policial encontra um cara que tem habilidades, poder ou mesmo conhecimentos especiais que o ajudam a resolver crimes e de algum jeito ele acaba se envolvendo em todos os próximos casos até que eles se tornam parceiros de um jeito meio torto, isso remete a séries como forever onde o protagonista é um legista imortal que estuda a morte para achar um jeito de morrer e the mentalist onde o protagonista tem uma capacidade especial para observar os detalhes.
Em minha opinião, quero dizer que a série é divertida e interessante, é mais do que nós aficionados em séries já conhecemos, porém um bom passa tempo. A primeira temporada tem somente seis episódios, por isso senti que eles não exploraram muito bem todos os personagens e possibilidades possíveis, por isso embora não tenha achado a série ruim, darei nota 07.

Nenhum comentário:

Postar um comentário