9 de out de 2015

As dificuldades de um leitor - Parte III

Fala galera!!!! Minha postagem de terça meio que acabou saindo na quarta e esta meio que não está sendo muito diferente...Sou uma pessoa meio noturna e eu simplesmente travo durante o dia!Tenho que falar com meu chefe sobre isso '-' Mas tirando os altos e baixos prontos para mais um  dois desafios?!

Desafio 3: Marcadores,uma história de amor e ódio.












Uma coisa -além de livros-que leitores precisam desesperadamente são de marcadores,afinal,como vamos saber onde paramos?! E não podemos em hipótese alguma nem se quer sonhar em pensar em marcar a página com a orelha do livro...É um assassinato.Danificar o livro dessa forma é inconcebível,mas o problema está ,quando você sai de casa correndo pra ir pra escola ,trabalho ou afins e sai todo orgulho por dar tempo de pegar o livro...Mas a droga do marcador fica pra trás e você fica todo o tempo da leitura pensando o que vai usar para marcar...E ai chega as esquisitices.
Já vi gente marcar com coisas mais comuns como RG,nota fiscal,papel de bala,etc...Mas tem aquela galera que gosta de ser diferente e dai chega aqueles que marcam com cigarro(oi? '-'),celular,cardaço de tênis ,palito de pirulito ,e o mais estranho que já achei foi marcar com uma camiseta.Não posso julgar porque o desespero faz isso com a gente.
Quase todo leitor tem sua coleção de marcadores e ainda tem aqueles que já pagaram bem caro por aquele marcador dos sonhos ,ou saiu no tapa na Bienal para conseguir aquele marcador daquele livro especial.Uns outros quinhentos fazem seus próprios e Deus sabe como eu queria ter dons artísticos para fazer os meus ,pois criatividade é o que não falta,só o dom mesmo .
Mas uma coisa que divide muita gente é o tal de grifar livro.Esse é um verdadeiro Tabu para os literários.Marcar ou não marcar,eis a questão!
Muitos alegam que marcam para não só não esquecer tal frase ou achá-la com mais facilidade quando quiser ,mas muitos dizem que o fazendo ,fazem o livro se transformar uma coisa plenamente sua ,não mais um exemplar no mundo como tantos outros ,até porque ,as frases grifadas falam muito sobre quem somos e o que sentimos no momento.E eu nunca discordaria deles ,aprovo essa ideia.
Muita gente que é contra diz que tem dó ,ou porque no decorrer dos anos a tinta danifica mais rápido as páginas(literaturas da minha avó estão ai para provar) e mais uma vez ,não posso tirar a razão dessa outra galera.
Eu estou em cima do muro para variar ,eu queria marcar meus livros ,mas tenho muita dó...Aquela página tão perfeitinha...Mas fica algo tão diferente quando se é grifada...O que me resta é rasgar uma folha de papel em pequenos pedaços e colocar nas páginas da frase que gostei...Dai meu livro fica parecendo uma bíblia toda rasgada,mas esses são meus livros.É a forma deles se transformarem somente meus e isso acaba virando meio que uma esquisitice.Mas fazer o que?!
Beijos,
B. Guerriero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário