30 de out de 2015

Eu ,Loki e o Sanatório.

Creio que todo mundo tem aquele amigo desgraçado que só tem ideia de gerico e te mete nas maiores roubadas  .Bem , creio que esse amigo meu é o Loki,e antes de vocês vierem falando"Tadinho ele é legal ,não fez nada..."Escutem a história bizarra que ele me colocou!
Cá estava eu quietinha no meu canto lendo meus livrinhos <3 e chega esse ser maligno e me chama nada mais nada menos para visitar um Sanatório para entrevistar a Dra. Plague...E a inteligente aqui mesmo se cagando de medo....Aceitou!

O que não fazemos pelo blog ?Então enquanto leem o meu sofrimento ,peço que pensem nele com carinho e deem mais valor as nossas publicações...Eu nunca pedi nada pra vocês ...Mas lá vamos nós!

A primeira regra para não se ter medo é justamente...Negar que tem medo.Negue até a morte ,mesmo se você for esquartejado ou sofrer um dos castigos romanos...E é isso que eu faço a caminho do sanatório.Tremo de medo ,bato os dentes,me arrepio toda ,mas vou até o fim nessa história.Não importa quantas vezes o meu amiguinho me encha o saco falando que estou quase desmaiando.
A última vez que fui em um Sanatório -a história do por quê conto em outra ocasião-ele era pintado de azul ,com um jardim super fofo na frente e uns velhinhos e jovens meio lelé da cuca ,mas super gente boa...Mas Hollywood mudou essa minha percepção e acho que a loucura evoluiu um pouco também.A não ser que eu estava perdida em um lar para idosos e nem sabia na ocasião.
De um dia "lindo" de 40°C parece que a temperatura caiu 20°C no momento em que paramos nos portões altos de ferro empoeirados e enferrujados pelo tempo de chuva e sol .Eles se abrem com um rangido estridente que faz eu sentir meus tímpanos se tacando do precipício. Enquanto pisamos nos cascalhos do caminho que levará ao edifício ,só consigo ouvir o barulho dos nossos passos e meu coração batendo acelerado,creio que meu colega deve ter tirado uma com a minha cara pálida, mas estava ocupada demais tentando entender o uivo do vento que parecia dizer alguma coisa a nós... Talvez um bem-vindos ou corra daqui agora.
As árvores retorcidas e secas do caminho me faziam lembrar do filme Invocação do Mal.
Quando chegamos ao pé da escada que nos levará ao hall de entrada ,vejo uma placa de madeira úmida ao lado da escada de três degraus com o nome do sanatório e creio que uma data apagada pelo tempo com uma daquelas frases feitas para você rir. Mas que na verdade faz você querer vomitar...Isso está me lembrando demais aquele filme Sucker Punch...Até a loirinha que vai se ferrar bate...O que quer dizer que o Loki é o padrasto que quer me matar para ter minha herança! Meu deus seu safado como não percebi antes!!! Provavelmente por quê não tenho uma herança... Oh vida triste.
Os degraus rangem sobre nossos pés enquanto subidos os degraus e cruzamos a pequena varanda .Uma das três cadeiras de balanço dali sacudiram com o vento e um arrepiu passou por minha coluna enquanto eu piscava tentando ver uma "imagem" que se projetou.Loki comentou sobre o prédio de quatro andares ser mal ideia em caso de um incêndio, de como as janelas altas de vitrais sujos seriam a primeira saída e a mais ilógica.
Qual o problema dele?Quem fica pensando em rotas de fulga?! Tirei com a unha a tinta desgastada que descascava da parede amarela enquanto meu "amigo melhor" batia na porta e esperávamos ser atendidos.
Uma senhora com uma máscara bizarra de corvo abre a porta e eu solto um grunhido de medo já que eu tenho problema e não consigo gritar quando tenho medo e agarro o braço do ser a minha direita.Queria estar com o meu estilete agora.Loki diz quem somos e a mulher sem dizer nada só com uma olhada rápida por cima de nossos ombros faz um jesto para entrarmos e quando passo pelo batente,finalmente percebo que a cadeira da sacada parou de balançar.
Passamos por um corredor estreito forrado por um tapete persa antigo e paramos em uma salinha que era a recepção para fazer  a declaração de chegada .A mulher volta a nos guiar pelos corredores úmidos e parados .Mais homens e mulheres com as mesmas máscaras passam por nós.
"Onde estão todos os pacientes?" Pergunta Loki e para não pensar em tacar ele da janela do quarto andar que não seria nada poético imagino aqueles caras de máscara dançando Thriller.A mulher que nos conduz é a líder e dá uma pirueta caindo direto num caixão e eu rio descaradamente da imagem na minha cabeça.
"Estão dormindo " ela responde."Não os pertubem...A doutora falará o que deveram saber."A mulher vira a esquerda em outro corredor igualmente escuro e mal limpo e subimos uma escada íngreme com uma grande janela.Passamos por um salão de TV que chiava e eu tentei não imaginar a Samara saindo dali e me comendo vida (???? Sim,tenho que parar de ver tantos filmes de terror!)A enfermeira para em frente a uma porta por alguns segundos e saí sem dizer nada .Uma plaquinha nela diz que chegamos a nosso destino.Loki mais corajoso que eu ou mais amendrontado gira a maçaneta dura forçando um pouco a porta.Lá dentro num canto bem iluminado ,outra máscara pontuda se levanta e nos estuda.
"Que bom que chegaram..." Diz a doutora sentado em um divã preto com um livro na beirada."Estava aguardando por vocês ".

Essa é a hora que eu posso sair correndo e me enterrar viva??
TO BE CONTINUE....

Nenhum comentário:

Postar um comentário