25 de out de 2015

Sobre adotar um gato: Parte 2

  Para começar, quero dizer que desta vez adotei uma fêmea e pode não parecer muito relevante, mas eu garanto que este fato muda completamente a situação. A reação do Biscoito (o primeiro gato que adotei), foi um tanto engraçada, quando ela chegou aqui ele provavelmente pensou "ela quer roubar minha casa" e assim sendo nos primeiros dias que a Dawn passou na minha casa ele a seguiu para todos os cantos, porém ela se incomodou com isso e deu uma patada nele como se estivesse dizendo "agora sou eu quem manda aqui", aparentemente ganhou o respeito dele com isso então dai em diante ele passou a ser um pouco menos hostil.

Sobre personalidade, ela é tão mandona quanto o biscoito e vezes mais espaçosa porém ao contrario dele, ela não obedece nunca e isso gera uma ou duas cenas constrangedoras e engraçadas, como a vez em que ela urinou no criado mudo da minha irmã, sim, eu achei muito engraçado porém a graça acabou quando minha irmã percebeu e começou a gritar e me encher o saco. Embora não me obedeça a Dawn é ótima e me ajuda a organizar as coisas, sempre que ela mia eu posso ouvir "vá arrumar aquele chiqueiro que você chama de cama servo" (pois é, eu imagino o que eles querem dizer).
Adotei a Dawn porque achava que o Biscoito era solitário e acho que funcionou, após três dias eles começaram a se dar bem, como eu posso dizer...."ele mostrou a magia do amor pra ela" rsrs. Então, sim, agora eu tenho o dobro de bagunça pra limpar e mais coisas que estão pra ser quebrados porque meus animais de estimação são demolidores profissionais e agora que se juntaram eles com certeza dominarão o mundo então....Boa sorte seres humanos!!!

~DarkSoul

Nenhum comentário:

Postar um comentário