30 de dez de 2015

Lunáticos #07 | Capítulo 1-3 - Final!

E SE EU FOSSE DONO DE UMA EDITORA#16

Capitulo 1-3

        Uma série original da Caverna

CLIQUE EM LEIA MAIS PARA COMEÇAR A LER A ESTÓRIA.


Parte Final - A Ameaça

Infernum

Servos do Lorde Gazer, almas, encarnuns derrotados e várias outras vidas vendidaas para serviram pela  eternidade assim como Hawke.  Realmente aviam milhares,  e dois deles caminham com taças cheias de sangue
-  Concluímos mais uma parte, você deve ter paciência para poder voltar para sua casa
-  Esperarei o tempo que for necessário para finalmente ter o que me pertence - responde Hawke
O Lorde se levanta e pega a taça com sangue, ele olha para Hawke e depois para taça, insinuando para que seu aprendiz pegasse também
- Pegue meu jovem, é hora de celebrar!
Hawke pega a taça e brinda com o Lorde e os dois bebem o sangue. Hawke sorria com aqueles dentes vermelhos cobertos de sangue.

Terra

Enquanto alguns se davam bem, outros nem tanto, a noite caia e já passava das 21 horas. Óreon não sabia direito onde estava, era um lugar escuro bem pequeno aparentemente, sorte que ele não era claustrofóbico se não seria um péssimo problema para ele. Talvez ele estivesse em um container, ou uma caixa. Ele ouve um barulho como de uma grade se abrindo e curioso, ele se levanta para ver. A porta é aberta por três homens armados, ele então percebeu que estava em um caminhão.
- Onde estou?
O homem olha para o ''alienígena'' e atira nele com um tranquilizante.
Óreon acorda numa espécie de sala escura totalmente vazia, era exatamente isso o que ele sentia agora. Ele desanimado se lembra dos momentos que vivia em seu reino e como se arrependia de não ter dado valor ao que tinha.
''Eu irei mudar minha vida a partir de hoje'' - ele pensa
Agora Óreon estava disposto a deixar a ignorância e a arrogância de lado e lutar apenas pelo o que é certo e defender seu povo como um guerreiro e não como um rei que apenas fica sentado dando ordens.
Uma luz muito forte é apontada para ele, a luz o cegava, realmente era muito forte
- De onde você veio? - pergunta um homem
Óreon continuava parado
- Repito, de onde você veio e quem é você?
- Por que deseja saber? - ele responde levantando a cabeça
- Responda! Você vem da onde? Marte? Júpiter?
- Não mudaria nada se eu te disser, vocês nunca terão acesso ao meu mundo!

Infernum

- Essa joia é linda, como a conquistou?
- Ahh, foi um tremendo trabalho, isso foi a muito tempo, ela estava sob o domínio de povos fracos
- E como conseguiram? Eu fiquei sabendo de outras joias além da negra. A joia cinza, já ouviu falar?
- Mas é claro, mas ela é uma que está alem do meu alcance... pelo menos até agora...
- Unidos podemos encontra-la e amplificar nossos poderes, imagine? Ficaremos imbatíveis!
- Não, não tenho planos para a joia cinza, até porque seu poder é fraco perante a negra
- Não é problema para mim, eu posso achar-la e trazer até o senhor
- EU JÁ DISSE QUE NÃO!
Gazer deu um impulso contra Hawke que caiu no chão, a face do ser de gás mudou completamento, era uma imagem aterrorizante e ameaçadora
- Me perdoe meu Lorde
- Vá agora para seu reino, chegou a hora!
- Sim senhor - responde Hawke abaixando a cabeça

Encarnum

Hawke caminhava com o semblante arrasado, ele via tudo morto, a vegetação, os encarnuns, os animais, TUDO!
Ele abre os portões do palácio e vê seus amigos mortos no chão
'' E agora?'' - ele pensa
Afinal, de que adiantaria matar todos e agora viver sozinho, Hawke estava um pouco arrependido, apesar do poder imenso ele não tinha mais o que fazer
'' Irei a Tinyum''

Terra

Óreon andava em círculos pela pequena sala redonda, de lá ele sente o poder da joia da gravidade se aproximando e começa a escalar a parede, pulando de uma para outra até chegar ao teto. Ele chega até o vidro que dava acesso a sala do homem que fazia as perguntas, ele quebra e invade a sala
- Cuidado! - grita um homem
Vários guardas atiram contra Óreon, ele se joga pra trás de um raque, em seguida intercepta um ataque corpo a corpo a direita, ele pega a sub metralhadora e mata os homens, após isso ele caminha seguindo o poder da joia. Ele chega a um corredor onde havia mais soldados que atiram, ele pula e gruda no teto, os homens atiram mas Óreon volta ao chão dando uma deslizada roubando a arma de um soldado e usando o corpo do homem de escudo e novamente ele mata todos.
O sinal da joia aumentava, ele entra em uma sala onde havia vários cientistas testando a joia
- Isso é meu! - diz Óreon
Um dos cientistas retira a máscara e atira em Óreon que cai desmaiado, o cientista era um homem com uma enorme cicatriz e uma mão de metal
- Não é mais - diz ele

Tinyum

Hawke estava procura dos seus amigos peludos, ele caminha pelo reino mas não vê nada além do mato alto e das enormes montanhas. Ele levita até o céu, mas novamente sua única visão era aquilo
- Alguém?
Nada...
Hawke volta pelo portal até Encarnum, o que será que estava havendo

Encarnum

Hawke vê seu pai ainda morto, mas com o rosto completamente desfigurado graças ao gás tóxico, ele senta no trono e fecha os olhos, mas os portões se abrindo faz ele acordar novamente
- Olá - diz um ser com corpo vermelho e rosto semelhante a um lagarto, com longos dentes
- Quem é você?
- Sou o grande Tairus
- E o que traz até meu reino?
- Você deve ter visto que tudo está morto, e lhe trago o motivop
- Sim, eu sei o que causou a morte
- Não estou falando daqui - Hawke estranhou e se levantou com essa resposta - você deve ter visto, eu creio, tudo sumiu, ou provavelmente não está mais na existência, e isso não foi um acidente.
- Isso não é problema meu!
- Mas é para seu reino, sou um mensageiro dos deuses Soul, Shadow, Fear, Overthrow, Doom e da deusa Lyrmis
- E eu do deus Gazer, e ordeno que se retire!
O mensageiro da uma leve risada
- Gazer não é um deus! Apenas um traidor, já meus deuses são de verdade e eles estão vindo atrás de você!
Continua em Lunáticos vs Super-Humanos


Acabamos o capítulo 1-3, agora iremos para o Darkness que será contado pelo DarkSoul. Estarei de volta em Super-Humanos: Pré-Guerra.
Fuui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário