4 de jan de 2016

Guia do Aventureiro #04: Procurando por aventura

Ola habitantes da face da dimensão paralela, com vocês mais uma edição do guia do aventureiro, hoje sem nenhuma introdução épica porque ao invés disso senhoras e senhores temos uma convidada especial, miss Coke a feiticeira intergalática cujo poder já deixou mais de mil homens no vácuo e transformou centenas de blogs com incríveis layouts!








A aventura está em todo lugar, é algo que se pode ver, mas não pode ver, está em nossos corações e é algo que faz nosso coração bater mais forte, para alguns ela até mesmo é gentil e lhes da um motivo para viver, hoje quero falar de como acha-la e bem, na verdade não há apenas um método porém me concentrarei em falar daquele que uso. É algo que carrego comigo, muitos chamam de intuição, sexto sentido, bruxaria e até mesmo pacto com satã, mas na realidade é apenas instinto primitivo, todos temos isso porém não é tão fácil desperta-lo, é necessário entrar em harmonia com as coisas que estão ao seu redor, respirar fundo e meditar em baixo de uma cachoeira até alcançar a paz interior e depois meditar em uma montanha até alcançar seu espirito aventureiro interior e depois meditar em um meteoro por mil anos pra aprimorar todos os sentidos, mas está última parte é apenas para os que já conseguiram a imortalidade, obviamente. Após um tempo treinando poderá enxergar o mundo como um verdadeiro aventureiro e assim achar aventura onde quer que olhe e então vivera a emoção de enfrentar um dragão ou mesmo jogar um balde d'água na sua irmã (cá pra nós é quase a mesma coisa, porém é mais fácil matar o dragão) e estarão sujeitos a ficar viciados na adrenalina que a aventura pode trazer, porém tentem se controlar, pois é o tipo de vicio que te leva a se arriscar cada vez mais e pessoalmente posso confirmar que esta doença já levou muitos aventureiros a morte, então sempre estejam a altura da aventura que escolherem e sempre tenham em mente as coisas que eu disse nos outros guias sobre ter um plano de fuga. Outra coisa importante além de ter bons instintos é ser curioso ao extremo, perguntar sobre tudo, questionar todas as coisas e suspeitar até mesmo do chão onde pisa pois a aventura é como uma mestra ninja da camuflagem se fazendo difícil de achar até mesmo para aqueles que já possuem instintos mais aguçados e mais importante que isso é não se deixar levar pela paranoia, a aventura está em toda parte, mas não significa que ela ficara fungando no seu cangote ou rindo da sua cara, até porque ela é uma ideia abstrata que uso pra exemplificar aquilo que estou lhes ensinando a achar então sigam o treinamento com paciência e calma, pois assim, quando acharem a aventura, tudo dará certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário